top of page
  • Foto do escritorRenata Veríssimo

O silencioso mundo dos vieses inconscientes



O mundo corporativo tem aprendizados incríveis. Alguns bem bons, outros, nem tanto. Um dos que vale a pena é a troca de experiências - mesmo que on-line - porque permite avanços no campo profissional e individual. Por outro lado, há tendências para a construção de relacionamentos entre as pessoas tidas "iguais", que pensem da mesma maneira, que tenham estudado na mesma instituição.... e assim vai. Como quebrar os silos corporativos?


Há alguns caminhos. Certamente dois deles são ter a mente aberta e evitar rotinas, como almoçar com as mesmas pessoas e chamar os mesmos para aquele cafezinho da tarde. Práticas assim estão inseridos no que chamamos de Cultura Organizacional e, quanto mais silos organizacionais representarem o jeito de ser de uma empresa, maior será a probabilidade de institucionalizarmos os vieses inconscientes. Daí vem a seguinte pergunta: o quanto a cultura de uma empresa ou mesmo de pequenos silos, pode impactar na contratação de novas pessoas?


Impacto dos Vieses Inconscientes


Os vieses inconscientes são julgamentos automáticos e involuntários que ocorrem fora da consciência de uma pessoa. Eles são influenciados por experiências passadas, estereótipos sociais e culturais, e podem afetar a maneira como percebemos e avaliamos outras pessoas e situações. Esses vieses podem se manifestar em diversas áreas, como no ambiente de trabalho, nas decisões de contratação, nas interações sociais e nas avaliações de desempenho, frequentemente levando a discriminações sutis e não intencionais.


Uma pausa aqui. Pense por cinco minutos. Você já viveu uma situação na qual alguém praticava algum viés inconsciente contra você ou se deu conta de que você tem algum viés?


Os vieses inconscientes são particularmente desafiadores porque as pessoas não estão cientes deles e, portanto, podem ser difíceis de corrigir sem esforços conscientes e sistemáticos. Identificar e mitigar esses vieses requer treinamento, conscientização e a implementação de práticas que promovam a equidade e a diversidade. A ONU Mulheres, em parceria com o Insper desenvolveu uma cartilha sobre o assunto, entitulado Vieses Inconscientes, equidade de gênero e o mundo corporativo.


Ferramentas e Estratégias de Mitigação


As transformações sociais e como elas impactam no dia a dia dos negócios são abordadas em larga escala no site da Mckinsey & Company, consultoria com atuação mundial. Bebendo um pouco de sua fonte, encontrei dicas bem legais de como as empresas podem quebrar vieses inconscientes e os cuidados que deve-se ter.


  1. Inteligência Artificial (IA): A McKinsey destaca o uso de ferramentas de IA para criar processos de recrutamento mais justos. A IA pode ajudar a focar em critérios objetivos e reduzir o impacto de preconceitos humanos. No entanto, é crucial garantir a implementação de práticas éticas na configuração dos algoritmos para evitar a introdução de novos preconceitos​*;

  2. Triagem Cega: A prática de triagem cega, onde informações pessoais são ocultadas, ajuda a mitigar preconceitos iniciais, permitindo que os candidatos sejam avaliados apenas com base em suas qualificações**;​ 

  3. Descrições de Vagas Inclusivas: Utilizar linguagem neutra nas descrições de vagas pode ajudar a atrair um pool de candidatos mais diverso. A inclusão de informações sobre os esforços da empresa em diversidade e inclusão pode tornar a vaga mais atraente para diferentes grupos demográficos. ***.


Benefícios da Multiculturalidade


Equipes plurais no local de trabalho não é apenas uma questão de justiça social, mas também um imperativo estratégico. Empresas com maior diversidade de gênero são 21% mais propensas a ter uma lucratividade acima da média. A diversidade de perspectivas contribui para uma melhor resolução de problemas, inovação e planejamento estratégico ****.

Referências:


13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page